IMF
Cirurgia Ortognática, Notícias Por , em 18 de maio de 2023

Cirurgia ortognática: Ela é adequada para você?

Se você está lidando com problemas na mandíbula que afetam a maneira como você come, fala ou até mesmo respira, talvez já tenha ouvido falar em Cirurgia ortognática, e pensado se ela é adequada para você. Esse tipo de cirurgia é projetado para corrigir uma ampla gama de desalinhamentos da mandíbula, como por exemplo, queixo projetado mais pra frente, um lado da mandíbula maior que o outro, mordidas cruzadas e mordidas abertas. Mas antes de entrar no bisturi, é importante entender o que a cirurgia ortognática envolve e se ela é a escolha certa para você.

Neste artigo, exploraremos os conceitos básicos da cirurgia ortognática, primeiramente como ela funciona, e o que esperar durante o processo de recuperação e os possíveis benefícios e riscos. Independentemente se você esta considerando esse tipo de cirurgia por motivos funcionais ou estéticos, forneceremos as informações de que você precisa para tomar uma decisão informada sobre sua saúde bucal. Então, vamos nos aprofundar e descobrir se a cirurgia ortognática é ideal para você!

Introdução a cirurgia ortognática

A cirurgia ortognática é um procedimento que visa corrigir deformidades dentofaciais que afetam a mandíbula e o maxilar. Essas deformidades podem ser congênitas, ou seja, presentes desde o nascimento, ou adquiridas ao longo da vida por diversos fatores, como acidentes, doenças ou hábitos. Os desalinhamentos dentofaciais podem causar uma série de problemas funcionais, sendo eles, dificuldades para mastigar, falar, respirar e até mesmo dormir. Além disso, essas deformidades podem afetar a autoestima e a qualidade de vida de uma pessoa. A Cirurgia ortognática é adequada para você, que possui essas deformidades, pois ela, melhora a função e a aparência da mandíbula e do maxilar.

O que é cirurgia ortognática e quem precisa dela?

A cirurgia ortognática é um procedimento que envolve a movimentação da mandíbula e/ou maxilar para corrigir deformidades dentofaciais. Antes da cirurgia, o paciente deve passar por uma avaliação cuidadosa do cirurgião bucomaxilofacial para determinar a extensão do problema e, principalmente, qual é o melhor plano de tratamento. Nem todo mundo que tem uma deformidade dentofacial precisa de cirurgia ortognática. Em pacientes jovens, por exemplo, o tratamento pode ser feito com aparelhos ortodônticos. No entanto, se a deformidade for muito grande e afetar a função da mandíbula e/ou maxilar, a cirurgia ortognática pode ser a melhor opção.

Existem vários tipos de deformidades dentofaciais que podem ser corrigidas com cirurgia ortognática, são elas:

  • Queixo protruso: quando o queixo é muito grande e parece estar avançado em relação ao resto do rosto;
  • Queixo retraído: quando o queixo é muito pequeno e parece estar recuado em relação ao resto do rosto;
  • Maxilar superior muito avançado: quando o maxilar superior está muito à frente em relação ao resto do rosto;
  • Maxilar superior muito recuado: quando o maxilar superior está muito para trás em relação ao resto do rosto;
  • Mandíbula muito avançada: quando a mandíbula está muito à frente em relação ao resto do rosto;
  • Mandíbula muito recuada: quando a mandíbula está muito para trás em relação ao resto do rosto;
  • Assimetria facial: quando um lado do rosto é maior ou mais largo que o outro.
  • http://www.institutomaxilofacial.com.br/2023/05/11/cirurgia-ortognatica-e-desequilibrios-faciais/

Prós e contras da cirurgia ortognática

Como qualquer procedimento cirúrgico, a cirurgia ortognática tem prós e contras. A cirurgia ortognática é adequada para você, pois os benefícios incluem:

  • Melhora na função da mandíbula e do maxilar, já que, leva a melhorias na alimentação, fala, respiração e sono;
  • Melhora na aparência facial, tendo como consequência, o aumento da autoestima e a confiança;
  • Correção de problemas dentários, como, mordidas cruzadas e mordidas abertas por exemplo;
  • Melhora na saúde bucal em geral, já que a cirurgia pode ajudar a corrigir problemas de oclusão, que podem levar a cáries, doenças gengivais e perda dentária.

No entanto, a cirurgia ortognática também tem suas desvantagens, como:

  • Um período de recuperação longo, que pode durar algumas semanas;
  • Parestesia, que é a perda transitória da sensibilidade e inchaço;
  • A necessidade de usar aparelhos ortodônticos antes e depois da cirurgia, o que pode ser desconfortável e demorado;
  • O custo, que pode ser alto, caso você não possua plano de saúde.

Como se preparar para a cirurgia ortognatíca

Cirurgia ortognática: Ela é adequada para você
Antes da cirurgia ortogntica, o paciente também deve conversar com o cirurgião e o ortodontista para entender o processo de tratamento e as expectativas após a cirurgia.

Uma vez que definido que a cirurgia ortognática é adequada para você, é importante se preparar mental e fisicamente para o procedimento. Aqui estão algumas coisas que você pode fazer para se preparar:

  • Converse com seu dentista e cirurgião bucomaxilofacial sobre suas expectativas e preocupações em relação à cirurgia;
  • Realize exames médicos e dentários para garantir que você esteja saudável e sem problemas prévios;
  • Interrompa o uso de tabaco, álcool e drogas, pois eles podem afetar a cicatrização e aumentar o risco de complicações;
  • Siga as instruções do dentista e do cirurgião bucomaxilofacial em relação à dieta e aos medicamentos antes da cirurgia;
  • Prepare sua casa para a recuperação, com alimentos macios, medicamentos, água e outros suprimentos à mão;
  • Considere pedir ajuda a amigos ou familiares durante o período de recuperação, pois você pode precisar de assistência com tarefas diárias.

O procedimento da cirurgia ortognática

O procedimento de cirurgia ortognática é geralmente realizado sob anestesia geral e dura de 2 a 5 horas, pois depende da extensão da deformidade dentofacial. O cirurgião bucomaxilofacial, primeiramente, realiza com incisões na boca para acessar a mandíbula e/ou maxilar. Em seguida, ele usará ferramentas cirúrgicas para cortar, mover e fixar os ossos na posição correta. O cirurgião também pode usar enxertos ósseos ou implantes para preencher lacunas e melhorar a aparência facial. Depois que a cirurgia estiver concluída, o cirurgião fechará as incisões com pontos e colocará um curativo ou molde para proteger a mandíbula e o maxilar.

Processo de recuperação após a cirurgia ortognática

O período de recuperação após a cirurgia ortognática pode durar algumas semanas, pois depende, da extensão da cirurgia e da rapidez da cicatrização. Aqui estão algumas coisas que você pode esperar durante o processo de recuperação:

  • Inchaço e dor na face, que podem durar alguns dias ou semanas;
  • Sangramento e secreção na boca, que podem ser controlados com gaze ou lenços umedecidos;
  • Dificuldade para falar e comer, que pode ser resolvida com uma dieta líquida ou macia;
  • A necessidade de usar aparelhos ortodônticos para ajudar a fixar a mandíbula e o maxilar na posição correta;
  • Visitas regulares ao cirurgião bucomaxilofacial para monitorar a cicatrização e ajustar o tratamento, se necessário.
Anestesia geral
A cirurgia ortognatica é realizada através de anestesia geral e o procedimento dura de 2 a 5 horas.

Riscos e complicações da cirurgia ortognática

Como qualquer procedimento cirúrgico, a cirurgia ortognática, tem riscos e possíveis complicações. Alguns dos riscos incluem:

  • Sangramento;
  • Infecção;
  • Dor e inchaço prolongados;
  • Danos nos nervos da face;
  • Desconforto na mordida após a cirurgia;

No entanto, a maioria dos pacientes não experimenta complicações graves após a cirurgia ortognática. O sucesso da cirurgia depende de vários fatores, incluindo a habilidade do cirurgião, o plano de tratamento e a saúde geral do paciente.

Histórias de sucesso de pacientes submetidos a cirurgia ortognatica

Muitas pessoas que se submeteram à cirurgia ortognática relatam, melhora significativa na função e na aparência da mandíbunciala e do maxilar. Essas histórias de sucesso podem ser inspiradoras para quem está considerando a cirurgia. Aqui estão alguns exemplos de pessoas que se beneficiaram da cirurgia ortognática:

  • Ana, 25 anos, tinha um queixo protruso que a incomodava desde a adolescência. Depois de consultar um cirurgião bucomaxilofacial e passar por uma cirurgia ortognática, ela agora tem um perfil facial mais equilibrado e se sente mais confiante em sua aparência.
  • Pedro, 30 anos, tinha uma mordida cruzada que o impedia de mastigar corretamente e causava dores de cabeça frequentes. Depois de usar aparelhos ortodônticos e se submeter a uma cirurgia ortognática, ele agora tem uma mordida correta e não sente mais dores de cabeça.
  • Julia, 18 anos, nasceu com uma assimetria facial que a fazia sentir-se desfigurada. Depois de consultar um cirurgião bucomaxilofacial e se submeter a uma cirurgia ortognática, ela agora tem um rosto mais simétrico e se sente mais confiante em sua aparência.

Alternativas à cirurgia ortognática

Embora a cirurgia ortognática possa ser a melhor opção para corrigir deformidades dentofaciais graves, existem algumas alternativas que podem ser usadas em casos menos graves. Essas alternativas incluem:

Conclusões

A cirurgia ortognática ser é adequada para você, por ser uma opção para corrigir deformidades dentofaciais que afetam a função e a aparência da mandíbula e do maxilar. No entanto, antes de decidir se submeter a essa cirurgia, é importante entender como ela funciona, quais são os possíveis benefícios e riscos, e se existem alternativas que possam ser usadas em seu caso. Converse com seu cirurgião bucomaxilofacial para determinar se a cirurgia ortognática é a escolha certa para você e se prepare para um período de recuperação longo e desconfortável, mas com possíveis resultados positivos para sua saúde bucal e sua autoestima.

Você também pode se interessar pelo procedimento de feminização facial, entenda como é feita a cirurgia de feminização facial no Instituto Maxilo Facial!

Instituto Maxilo Facial

Instituto Maxilo Facial, fundado pela Dra Ana Carolina e Dr. Rodrigo Fromer, prioriza o atendimento diferenciado e humanizado de seus pacientes.

Últimas Notícias

Saiba as últimas novidades do Instituto Maxilo Facial.