IMF
Cirurgia Ortognática, Notícias Por , em 29 de maio de 2024

O que é Cirurgia Ortognática: tudo o que você precisa saber para dar início ao processo de tratamento!

Você sabe o que é a cirurgia ortognática? O procedimento é feito em casos de crescimento disfuncional na face, seja no maxilar ou na mandíbula, e oferece benefícios funcionais e estéticos para o paciente.

A cirurgia, que é realizada com cortes internos na boca, não deixa cicatrizes na pele e proporciona ao paciente uma face mais harmônica e um sorriso mais natural.

No conteúdo a seguir você vai obter respostas para suas perguntas, tais como: o que é e quanto custa a cirurgia ortognática, para que serve, como é feita, custos associados ao tratamento e como usar o seu convênio médico para realizar o sonho da cirurgia ortognática.

O que é Cirurgia Ortognática?

A cirurgia ortognática é um procedimento cirúrgico que, em combinação com o tratamento ortodôntico, visa a correção de deformidades maxilares e mandibulares e de más oclusões dentárias.

O problema pode ter diferentes causas, mas a mais comum costuma ser o fator genético. 

No entanto, hábitos nocivos durante a infância, como por exemplo, o uso prolongado de chupetas ou o hábito de chupar o dedo também podem ocasionar essas deformações.

A respiração errada desde a infância e a ocorrência de fraturas e sequelas de acidentes também podem ocasionar a má-formação. 

Para que serve a cirurgia ortognática?

o que e cirurgia ortognatica quem faz

O procedimento cirúrgico ortognático serve para corrigir irregularidades e anomalias nos ossos da face que só podem ser corrigidos através da cirurgia. A deformidade pode estar na maxila, na mandíbula ou em ambos. 

Quando não tratada, ela pode ocasionar problemas na articulação, na respiração, na mastigação e também gerar problemas relacionados à insatisfação estética no paciente.

Em geral, existem alguns sintomas que fazem o paciente procurar a cirurgia:

  • dificuldades na mastigação;
  • apneia do sono, causando roncos;
  • dificuldade de fazer a respiração nasal devido ao problema;
  • mordida aberta;
  • dores crônicas na região da maxila e da mandíbula, além de dores de cabeça;
  • dificuldades na fala;
  • insatisfação estética.

Como fica o rosto depois da cirurgia ortognática?

Quem deseja entender o que é a cirurgia ortognática, precisa saber que logo após o procedimento é comum o aparecimento de edema (inchaço). É mais intenso nos 3 primeiros dias, mas pode durar até duas semanas.

O paciente também pode apresentar dificuldade para abrir a boca, dificultando a alimentação e a higienização.

Passado o período de pós-operatório, o rosto do paciente se torna mais harmônico, com uma aparência mais equilibrada.

Isso acontece, principalmente, quando há avanço ou recuo da mandíbula, o que é corrigido na cirurgia, gerando mudanças específicas na aparência facial.

Vale lembrar que o período de recuperação e do aparecimento dos resultados é de 6 a 12 meses.

O que devo fazer antes de me submeter a uma cirurgia ortognática?

Além de saber o que é a cirurgia ortognática, saiba que o preparo ortodôntico é uma parte essencial para a sua realização e corresponde a um período inicial de tratamento dentário com aparelhos ortodônticos fixos ou alinhadores do tipo Invisalign. 

O objetivo dessa primeira etapa é alinhar e nivelar corretamente os dentes para que as arcadas dentárias estejam prontas para a correção óssea no momento da cirurgia ortognática. 

Somente após essa fase, o paciente será submetido à cirurgia. Cada tipo de correção maxilar exigirá um preparo ortodôntico específico. 

Acima de tudo esse preparo será cuidadosamente estudado e discutido em conjunto por uma equipe experiente e interdisciplinar de forma que sejam otimizados: o tempo de tratamento e as possibilidades corretivas.

Dentes do siso retidos devem, sempre que possível, serem removidos pelo menos 4 meses antes da cirurgia ortognática para que possa haver tempo de ocorrer uma boa formação óssea no alvéolo destes dentes, possibilitando uma cirurgia ortognática mais tranquila para o cirurgião com menor possibilidade de complicações. 

Após a cirurgia ortognática, inicia-se a fase da ortodontia pós-cirúrgica, em que o ortodontista realiza a finalização e o refinamento da oclusão, ou seja do encaixe dos dentes de cima com os de baixo.

Qual o valor de uma cirurgia ortognática?

O valor de uma cirurgia ortognática também é essencial para quem quer entender o que é cirurgia ortognática e tem interesse em realizá-la. O preço pode variar de acordo com o nível de procedimentos a serem realizados e de vários outros fatores, como o hospital onde será feita, o material utilizado e a equipe cirúrgica.

Em primeiro lugar, um especialista irá desenvolver um planejamento do caso com as opções de tratamento. Contudo, todos os convênios médicos são obrigados a cobrir esse tipo de cirurgia. 

Quando é indicada a cirurgia ortognática?

orthognathic surgery, correction of human mandible deformity, before and after, side view

O aparecimento de algumas disfunções ortognáticas são indicação do procedimento e este é um entendimento essencial para entender por completo o que é a cirurgia ortognática. 

Veja quais casos precisam de cirurgia ortognática

  • Prognatismo – mandíbula grande e/ou maxilar pequeno. Neste caso há um crescimento da parte inferior da boca e os dentes inferiores se projetam para a frente dos superiores. A cirurgia serve para a redução do queixo
  • Retrognatismo – mandíbula pequena que pode ser ocasionada pelo crescimento incompleto da mandíbula ou excessivo da maxila. O paciente aparenta ter o queixo pequeno e a cirurgia serve para aumento do queixo
  • Assimetrias – um dos lados da face é visualmente mais estirado que o outro, causando desequilíbrio facial
  • Atresia de maxila – mordida cruzada posterior ou maxilar estreito; 
  • Disfunção da ATM (articulação temporo-mandibular), responsável pela abertura e fechamento da boca, assim como, pelo encaixe da mandíbula ao crânio.

Se o problema for identificado na infância, existe a chance de correção a partir do uso de aparelhos odontológicos. Nessa fase os ossos e a mandíbula ainda estão em desenvolvimento, portanto há maior chance de resolver.

Já se a procura por uma solução ocorrer no período adulto, o tratamento ortodôntico pode não resolver e há necessidade de partir para a cirurgia.

O convênio médico cobre a Cirurgia ortognática?

Sim. Todos os convênios de segmentação hospitalar devem cobrir a cirurgia ortognática, segundo a Resolução Normativa Nº 428 da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), órgão que regula os planos de saúde no Brasil. 

Essa é uma das dúvidas mais frequentes que envolvem o que é a cirurgia ortognática, mas fique tranquilo, pois os convênios médicos ou seguros são obrigados a oferecer cobertura parcial ou total para o procedimento.

Existe ainda a possibilidade de reembolso, um direito perante a operadora de saúde que a maioria das pessoas possui, mas não sabe como utilizar.

Com o reembolso, o paciente pode escolher a clínica de sua preferência para o procedimento, tudo coberto pelo seu plano de saúde.

A solução é capaz de liberar o paciente de toda a burocracia e simplificar o procedimento de restituição, pagamento e cobrança. 

Aqui no Instituto Maxilo Facial (IMF) nós oferecemos essa possibilidade. O objetivo é apoiar os pacientes em todos os seus processos e reduzir a burocracia, que fica a cargo da equipe de reembolso do IMF.

O mais importante, é que o procedimento não será cobrado previamente do paciente. A clínica faz o contato com sua operadora de saúde para solicitar o reembolso. 

Para isso, o paciente assina um termo de responsabilidade, garantindo que o valor recebido pelo paciente será integralmente repassado à clínica. 

Veja também se o seu plano cobre cirurgia de bichectomia.

Qual a diferença entre cirurgia ortognática e mentoplastia?

Ambas as cirurgias são feitas na mesma região, a principal diferença é que a cirurgia ortognática é realizada pelo cirurgião bucomaxilofacial e a e a mentoplastia é feita por um cirurgião plástico.

A mentoplastia é o procedimento que pode modificar o formato do queixo, seja alongando, encurtando ou fazendo um reposicionamento.

Existe a possibilidade de as duas serem feitas de forma complementar, a depender do diagnóstico dado ao paciente.

Como é o pós-operatório da cirurgia ortognática?

O pós-operatório da cirurgia ortognática exige repouso, alimentação adequada e paciência para ver os resultados.

Mas a boa notícia é que hoje existem meios de tornar o pós-operatório muito mais simples e menos doloroso do que costumava ser no passado.

Isso porque o planejamento da cirurgia é minucioso e existe um acompanhamento profissional correto, com orientações seguras e baseadas em evidências sobre o que deve ser feito na recuperação.

Após a cirurgia, o paciente deve permanecer em repouso e observação hospitalar pelo período de 24 a 48 horas.

Nos primeiros 45 dias, o paciente não pode mastigar, portanto, muitas pessoas ficam em dúvida o que comer depois da cirurgia ortognática. São indicados apenas alimentos líquidos e pastosos, como purê, sopa, iogurtes, gelatina, etc.

Dores fortes não costumam ocorrer, mas alguns medicamentos analgésicos serão receitados pelo médico. Os pacientes podem sentir, inclusive, uma redução da sensibilidade ao toque, comum nos primeiros dias.

Outro ponto de atenção é a higiene bucal, que deve ser bem feita para evitar infecções da cirurgia. O paciente deve fazer a escovação após cada refeição com escovas específicas de cerdas macias e enxaguantes bucais receitados pelo cirurgião bucomaxilofacial.

Leia também: Cirurgia Ortognática: pré e pós operatório

Onde fazer Cirurgia Ortognática?

O Instituto Maxilofacial é reconhecido pela sua qualidade e excelência na realização de cirurgias ortognáticas. 

Possuímos ampla experiência na correção de deformidades dento-faciais, já que essa é a nossa especialidade.

Contamos com uma equipe extremamente competente e preparada para resolver da melhor maneira para o paciente, problemas e sintomas relacionados com as deformidades maxilares e mandibulares. 

Agora que você já sabe o que é cirurgia ortognática, conheça também o lugar mais indicado para te ajudar e te orientar na resolução do melhor tratamento para o seu caso.

Entender o que é a cirurgia ortognática é essencial para quem deseja fazer o procedimento e você já deu o primeiro passo.  Conheça o Instituto Maxilofacial agora e agende uma consulta para o seu caso!

Conclusão: o que é cirurgia ortognática?

Neste conteúdo você viu o que é a cirurgia ortognática e como ela é é uma solução eficaz para correção de deformidades maxilares e mandibulares, proporcionando melhorias funcionais e estéticas. 

Este procedimento, aliado ao tratamento ortodôntico, trata problemas que afetam mastigação, respiração e estética facial. 

A escolha de uma clínica especializada, como o Instituto Maxilofacial, garante um tratamento seguro e eficiente, desde a preparação até a recuperação. 

E aí, conseguiu entender o que é a cirurgia ortognática? Então consulte um especialista para iniciar seu tratamento!

Leia também: Dúvidas frequentes sobre a cirurgia ortognática

Instituto Maxilo Facial

Instituto Maxilo Facial, fundado pela Dra Ana Carolina e Dr. Rodrigo Fromer, prioriza o atendimento diferenciado e humanizado de seus pacientes.

Últimas Notícias

Saiba as últimas novidades do Instituto Maxilo Facial.