Dicas Por , em 11 de outubro de 2016

Erupção dos dentes decíduos: veja o que esperar

Exite um ritmo cronológico na erupção dentária, no entanto como todo processo biológico, está sujeito a variações entre as populações devido, especialmente, a fatores relativos ao gênero, etnia, prematuridade, amamentacao, estado nutricional da criança, hábitos nutricionais infantis, suplementação nutricional maternal, prematuridade, síndromes, hipotireoidismo e hipopituitarismo, aspectos socioeconômicos. Porém, poucas evidências existem em relação à real influência desses fatores na alteração da cronologia da erupção dentária.

Anestesia geral

Ao analisar o numero médio de dentes irrompidos de acordo com, sexo e faixa etaria, observa-se que a erupcao ocorre ligeiramente mais precoce no sexo masculino.

Ao determinarmos a cronologia de erupção confrontando com a variável amamentação, nota-se um relativo retardo na época de erupção dos dentes decíduos em relação a média geral, principalmente dos incisivos centrais e dos caninos inferiores e superiores, em crianças que foram aleitadas (no peito ou na mamadeira) por mais de 6 meses de vida, com ausência da alimentação fibrosa nesse período. Recomenda-se que, a partir do sexto mês, as crianças devem experimentar uma alimentação que estimule o crescimento e desenvolvimento estomatognático, sendo o tipo de dieta de fundamental importância para desencadear o processo de erupção da dentição decidua, estimulando o crescimento de ossos, dos musculos, da face e do complexo mastigatório.

Outros fatores como, nascimento prematuro e peso ao nascer, tambem estão relacionados à cronologia eruptiva. Os estudos apontam que criancas nascidas com tempo inferior a idade gestacional de 38 semanas, e, com peso ao nascer menor do que 1.500 gramas apresentam retardo na erupção , com diferença de aproximadamente 5 meses na época de erupção do primeiros dentes deciduous em relação aquelas nascida entre 38 e 42 semanas e com peso igual ou superior a 2.500g.

Relacionado a raça/ cor e nivel socio economico, a erupção do primeiro dente na raça / cor negra geralmente é mais precoce. No entanto, com 1 ano de idade, as crianças brancas com nível socio economico médio apresentam mais dentes do que as negras de nível socio ecocnomico mais baixo. Infelizmente, dados apontam que é melhor o nível socio economico da raça branca, onde a varíavel, possiveis vantagens nutricionais, compensam essa variação inicial. Dados baseados no estudo Ferguon, Scott e Bakiwin.

O hipotireoidismo e o hipopituitarismo, são as desordens endócrinas mais comuns associadas como retardo de erupção dentária. No hipotireoidismo, falha na função da glândula hipofise ou uma atrofia ou destruição na glândula tireoide, por si so leva ao cretinismo e mudancas dentofaciais estao relacionadas. No hipopituitarismo, ou nanismo hipofisario, ocorre retardo na erupçao dos dentes, assim como no cresciemento do organism em geral.

Da mesma maneira, durante o periodo de formação e desenvolvimento do dente, a ocorrência de deficiências de vitaminas A e D podem ocasionar retardo na erupção dental, pois a deposição de cálcio e fósforo nos cristais de hidroxiapatita durante as fases de calcificação e mineralização dentária é influenciada pela presencao destas vitaminas.

Fatores socio-econômicos maternos como a situaçao conjugal e nível de escolaridade e, os fatores biológicos, nutricionais e comportamentais infantis como hábitos de sucção, vedamento labial e respiracao bucal, que talvez possam influenciar na cronologia de erupcao , ainda não foram explorados nas pesquisas.

Há uma preocupação com a descrição da cronologia e sequência de erupção evidenciada na literaura cientifica, contudo os resultados dos estudos ciêntificos mostram divergências quanto à cronologia e sequência eruptiva da dentição decidua.

Outra técnica utilizada pela fisioterapia para prevenção e/ou resolução de aderências da fáscia e possíveis fibroses, assim como, melhoria nas possíveis mialgias, é a liberação miofascial, a qual promove tanto o alongamento; como a mobilização dos tecidos moles, ambas, por um período mais prolongado.

Últimas Notícias

Saiba as últimas novidades do Instituto Maxilo Facial.

Receba nossa Newsletter